EVANGELISMO


COMO ABORDAR PESSOAS
No evangelismo, uma das grandes dificuldades é a abordagem de pessoas. Apesar do brasileiro em si, ser considerado como um povo alegre e comunicativo, após convertidos geralmente as pessoas travam e começam a ficar tímidas. Antes de se converterem o que não falta é assunto, falam de futebol, de cinema, de novela, de namorada, de comércio. O que não falta é assunto, porém, quando se trata de evangelismo quase todos param num só item: não sabem abordar pessoas.
O que dificulta uma abordagem?
Primeiro – A cultura da igreja em que se vive – Se uma igreja tem a prática do evangelismo e a pessoa já foi ganha através da ação do evangelismo, então a pessoa já não terá este tipo de dificuldade, pois fica registrado em seu histórico de Salvação.
Segundo – Não saber que tem uma missão diante de Deus – A maioria das pessoas pensam que a sua tarefa é apenas vir aos cultos, entregar o dízimo, ir às orações, ler a Bíblia, etc. Coisa e tal.
Terceiro – Considerar-se apenas um crente, membro de uma igreja e não um discípulo de Jesus Cristo. Crente é um apelido colocado pelos não crentes. Sobre o ato de apenas crer, está escrito: “os demônios crêem que estremessem”.
Como abordar pessoas, na prática?
Primeiro – Observar o exemplo bíblico vejamos dois deles.
1 – Jesus e a mulher samaritana. Jesus nos deu uma aula tremenda de abordagem evangelística. Vamos analisar os passos do “mestre do evangelismo”.
ü Passo 1 – Se colocar em um ponto estratégico – Jesus sabia que aquele lugar (o poço de Jacó) alguém iria aparecer por aquele horário.
ü Passo 2 – Começou o assunto pelo lado óbvio – Ali era um poço onde pessoas retiravam água. Então ele abriu diálogo exatamente pedindo água.
ü Passo 3 – Aproveitou a deixa do comentário da samaritana – A rixa entre judeus e samaritanos era a oportunidade para falar da salvação. Jesus não perdia tempo.
ü Passo 4 – Se identificou com a prudência da serpente e a simplicidade das pombas. ‘vai chama o teu marido e vem cá. (mostrou-se por profeta)
ü Passo 5 – Aproveitou para tirar-lhe a dúvida religiosa. ‘Adorarás em espírito em verdade ... pois a salvação vem dos judeus.
ü Passo 6 – Quando se apresentou como o Cristo (VS 26) a mulher se converteu.
Em apenas 6 passos Jesus ganhou aquela alma.
2 – Filipe e o Eunuco – Detalhe interessante: a ação do Espírito Santo em sua vida. "Aproxime-se dessa carruagem e acompanhe-a" Atos 8:29. Uma das grandes falhas da igreja é não andar pela orientação do Espírito Santo.
ü Passo 1 – Você entende o que está lendo? Pergunta óbvia. O início da abordagem deve sempre ser muito óbvio.
ü Passo 2 – Respondeu a pergunta do Eunuco e já ligou à mensagem de salvação – isso pode ter sido um discurso bem incisivo.
ü Passo 3 – Já deixou o Eunuco batizado.
A abordagem é o ponto crucial do evangelismo, pois dependendo do desempenho do evangelista o êxito é garantido, mas se não souber como agir poderá frustrar a missão.
Não aborde inicialmente assuntos que confrontem a religiosidade das pessoas. Exemplo: falar dos santos do catolicismo e em especial sobre Maria. No Exemplo “1” foi a samaritana quem iniciou o assunto sobre religiosidade e não Jesus. Atacar as divindades da fé das pessoas pode causar de imediato o sentimento de repulsa.
(Lembre-se: Prudente como a serpente e simples como a pomba.)
Deus nos enviou como ovelhas no meio de lobos = somos trigo no meio do joio, somos filhos de Deus no meio de gente que se faz de filho de Deus, mas realmente não passa de lobo .
Prudente como a serpente = temos que ter cuidado em tudo o que fazemos como a serpente, que é super cautelosa ao agir.
Inofensivo como a pomba = estamos aqui na terra pra pregar o evangelho, não devemos fazer mal a ninguém. As pombas são inofensivas, não fazem mal a ninguém. As pombas são símbolo de paz, temos que ser pacíficos.
Cada idade do ser humano tem um tratamento diferenciado. Ao idoso trata-se com reverência; ao adulto, seja homem ou mulher o tratamento mais honroso: senhor ou senhora (evitar chamar de tio); aos jovens com atenção, sem exageros e sem galanteios.
Conclusão
A Educação, simpatia, bons modos, vestimenta adequada aos padrões morais, asseio corporal são elementos indispensáveis, pois já diz-se: a primeira impressão é a que fica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário